Como tratar próstata aumentada

Querendo informações sobre tratamentos para a próstata aumentada? Então, veio ao lugar certo. Confira nesse artigo.

Felizmente, hoje em dia as coisas mudaram um pouco e já existem muitos tipos de tratamentos para combater o aumento da próstata.

Embora ainda se tenha um longo caminho a percorrer no que diz respeito à conscientização masculina, o quadro melhorou um pouco, em parte, devido às muitas campanhas, como o novembro azul, por exemplo.

Embora alguns tratamentos sejam mais invasivos, como no caso das cirurgias transuretrais, onde se injeta um canal metálico pela uretra, para alcançar a próstata e fazer um processo de raspagem do excesso, mesmo assim, são considerados de baixo risco.

Outra cirurgia para tratar o aumento da próstata é a laser, que dura cerca de 40 minutos e é indolor, pois o calor do laser desintegra o excesso da próstata. O problema, nesse caso, é o custo, que pode chegar a R$ 25.000,00.

Medicamentos e seus efeitos colaterais

Infelizmente, embora existam muitas opções de medicamentos para tratar a próstata aumentada, a maioria deles, no entanto, costuma apresentar efeitos colaterais, sem falar que, em alguns casos, o medicamento sozinho não traz resultado, sendo necessário, também, passar por uma cirurgia.

Dentre os muitos medicamentos disponíveis no mercado, podemos destacar os bloqueadores alfa-adrenérgicos e os inibidores 5-alfa, feitos a base de finasterida e dutasterida, que diminuem os níveis de hormônios produzidos pela próstata.

Pois é essa tentativa ajustar os hormônios através de medicamentos que pode acabar causando efeitos colaterais como queda da libido, disfunção erétil, dor de cabeça, prisão de ventre.

Opção de tratamento natural

Cada vez mais as pessoas, e os próprios profissionais, estão optando por prescrever um tratamento natural para seus pacientes, certamente, quando o diagnóstico permite.

Muitos medicamentos, 100% naturais como o Renovaprost, possuem em sua composição poderosos elementos naturais contra o aumento da próstata, geralmente, unindo o conhecimento da medicina preventiva fitoterápica com a tecnologia farmacêutica.

Semente de abóbora para combater a próstata aumentada

Atualmente, vem crescendo o interesse da medicina pelas propriedades da semente de abóbora, por isso, vem surgindo a cada dia novas opções de medicamentos, naturais, cujo elemento principal de sua fórmula é essa semente.

Para quem não sabe, a semente de abóbora é um alimento super poderoso para a saúde da próstata, e isso por conter duas substâncias que ajudam a combater o aumento da glândula, diretamente, na raiz do problema. São elas:

  • Fitosteróis:   compostos bioativos encontrados em alimentos de origem vegetal, que impede que o hormônio testosterona se transforme em di-hidrosterona, que é o causador do aumento da próstata, além de, também, prevenir inflamações nessa glândula;
  • Zinco: é um mineral aliado do sistema imunológico, que pode evitar diversas infecções e fundamental para o bom funcionamento da próstata, além de ajudar a tonificar os músculos da bexiga, deixando-a mais forte e com capacidade suficiente para expulsar a urina.

Vale lembrar que é fundamental prevenir a saúde da próstata e a melhor forma de fazer isso é visitando o médico regularmente, principalmente, após os 50 anos de idade, ou no caso de haver câncer de próstata na família, a partir dos 40 anos.

Opções Caseiras Para Tratar a Próstata

Se veio atrás de remédios caseiros para tratar a próstata, está no lugar certo. Confira abaixo algumas excelentes opções.

É cada vez mais comum buscar na natureza o tratamento e a cura para muitas doenças e condições. E quando o assunto é cuidar da próstata, isso não é diferente.

Por isso, resolvemos mostrar aqui 4 dicas incríveis de remédios encontrados na natureza para tratar a próstata, confira.

Uma outra ótima opção para tratar e prevenir doenças de próstata é fazer o uso do cura prost que é um suplemento 100% natural que ajuda a prevenir e tratar doenças da próstata, usando ele juntamente com as dicas abaixo, você terá ótimos resultados.

1. Suco de tomate

Não é mais segredo que o tomate é um grande aliado dos homens e, mais precisamente, da próstata. Assim, uma dica para manter a saúde da próstata é procurar consumir muito suco de tomate, que além de vitamina C, ácido fólico, ferro e outros minerais é um vegetal bastante rico em licopeno, que combate a inflamação da próstata.

Ingredientes

  • 2 a 3 tomates maduros;
  • 250 ml de água.

Modo de preparo

Bata os tomates no liquidificador com cerca de 250 ml de água e tome 1 copo por dia.

Embora simples, esse suco de tomate serve como um verdadeiro remédio, principalmente, para homens com histórico familiar relacionados a próstata, devendo ser tomado diariamente. Pode ser, também, um complemento ao tratamento médico, que geralmente inclui medicamentos e até cirurgia. Por isso, inclua o tomate no cardápio diário.

2. Sementes de abóbora

Um dos remédios caseiros mais populares, as sementes de abóbora também ajudam a tratar problemas da próstata, e isso porque contêm substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes que, não apenas tratam a inflamação da glândula como também podem prevenir o câncer.

A dica, portanto, é comer um punhado de sementes todos os dias, pode ser com o café da manhã, e também, vale usar o óleo de semente de abóbora no preparo de pratos.

3. Extrato de Saw palmetto

​Outro potente remédio caseiro para próstata é o extrato de saw palmetto, uma planta medicinal que possui propriedades antiestrogênicas que ajudam a combater a hiperplasia benigna da próstata, que é umas principais causas de próstata aumentada.

Ingredientes

  • 1 colher de chá do estrato em pó de saw palmetto;
  • ½ de água, com cerca de 125 ml.

Modo de preparo

Em um copo de água, coloque 1 colher de chá do pó de saw palmetto, até dissolver, então, é só tomar 2 vezes ao dia.

Quem preferir, é possível encontrar Saw palmetto em forma de cápsula, tornando seu uso mais prático e fácil.

4. Cápsulas de Urtiga

Outra excelente planta para tratar a próstata aumentada é a urtiga, pois contém substâncias que diminuem as enzimas responsáveis pela inflamação da glândula.

Essas substâncias também ajudam a regular os níveis de testosterona, diminuindo o tamanho da próstata e aliviando os sintomas mais frequentes, como a dificuldade para urinar, por exemplo.

A dica é ingerir 120 mg de cápsulas de raiz de urtiga, 3 vezes ao dia, após as refeições.

Vale lembrar que, além destes remédios, apostar em uma alimentação pode fazer toda a diferença para tratar a inflamação da próstata e prevenir o câncer.

 

4 passos para emagrecer de forma saudável

Quer emagrecer, mas não aguenta mais se jogar em dietas sem conseguir resultado algum? Não sabe mais o que fazer? Então, esse artigo é para você.

Sabe aquela celebridade que há pouco tempo estava cheinha é hoje apareceu magérrima nas capas de revistas? Sabe aquela famosa que deu a volta por cima e está exibindo o maior corpão?

Então, não se engane, milagres para emagrecer não existem… se elas conseguiram isso, com certeza, se não foi através de cirurgia, foi seguindo os passos abaixo.

E você, quer emagrecer? Quer mesmo? Então, confira os 4 passos fundamentais para chegar lá, emagrecendo de forma saudável!

Estabeleça uma meta

Para emagrecer é fundamental determinar uma meta, que seja realista e clara, para que possa sair da sua zona de conforto, porém, sem causar frustração.

Se não determinar uma meta, acredite, você ficará à deriva dos obstáculos, que são muitos, e do acaso, muitas vezes sabotador.

A sua meta é emagrecer? Então pense em quanto quer emagrecer e no tempo que isso levará.

Uma ótima maneira de emagrecer de forma rápida e natural, é fazendo o uso do Sibulmax que é um emagrecedor 100% natural, juntamente com uma boa alimentação e exercícios físicos, além das dicas que irei te passar abaixo:

Tenha pensamentos estratégicos

Para emagrecer, também é preciso definir um pensamento estratégico e motivador, para que o objetivo seja atingido. Pense em frases positivas para eliminar gatilhos mentais negativos que possam colocar tudo a perder, ou mesmo, frases que justifiquem você sabotar a dieta, do tipo: eu não consigo emagrecer, faço dieta e não consigo eliminar peso… como posso fazer dieta se minha família come de tudo?

Enfim, se tiver foco e pensamento estratégico, nada lhe tirará de sua meta: “Eu vou me priorizar”, “Eu vou vestir roupas de quando era magrinha” ou “Eu vou emagrecer” “Ninguém vai me desviar de meu objetivo”.

Defina o motivo de querer emagrecer

Também é preciso estabelecer um motivo pessoal para querer emagrecer, se perguntando, por exemplo,: “por que quero emagrecer?” A resposta pode ser desde retomar a autoestima, bem-estar, ou uma realização pessoal …

Planejamento e ação

Não basta apenas querer ou ter vontade, para emagrecer, principalmente, muitos quilos, é preciso ter foco, MUITA força de vontade, DISCIPLINA e um plano.

Pois é, você precisa planejar seu emagrecimento, desenhando sua rotina, e vale fazer um diário. Se não tiver tudo que precisa planejado, como dará início a todo o processo, já que terá que mudar seus hábitos, alimentação e seu PENSAMENTO?

Vale fazer um diário, uma tabela alimentar, uma agenda comportamental, enfim, detalhar em um papel ou no computador tudo que precisa para por seu plano em ação, acredite, do contrário será apenas uma vontade. É preciso viabilizar, tornar real todo o processo de emagrecimento.

Faça um planejamento de toda a sua rotina, desde que acorda até a hora de dormir, e veja o que precisa mudar em seu dia a dia.

Se usa o elevador, passe a usar as escadas, se movimente, pratique exercícios, emagreça a geladeira, isso tudo é fundamental para o emagrecimento.

Em vez de sair para comer, vá ao cinema, faça caminhadas, passeie…

Enfim,  trabalhe seu pensamento, comportamento, e coloque em prática todos os conceitos ensinados nessas dicas para atingir sua meta, que é emagrecer. Acredite, o resultado irá depender SEMPRE de seus atos.

Impotência após a vasectomia

A vasectomia é um procedimento contraceptivo realizado nos homens muito seguro e eficaz. Muitos homens ainda resistem a se submeter a este método por medo.

Um dos medos que assombra os homens é que após a cirurgia eles se tornem temporariamente (ou definitivamente) impotentes.

O procedimento nada mais é do que a interrupção da circulação dos espermatozoides que são produzidos nos testículos e percorrem a vesícula seminal até a uretra onde ocorre a ejaculação.

Os nervos e vasos sanguíneos que são encarregados da ereção não estão incluídos na área onde será realizada a vasectomia.

Portanto não tem como interferir na ereção e na capacidade de manter uma relação normal. Se você está com problemas neste sentido vale a pena usar V8 BigSize 10 minutos antes da relação e deve ser suficiente para resolver tudo.

O homem continua ejaculando, a única diferença é que o sêmen não contém mais os espermatozoides. Os espermatozoides morrem e são absorvidos pelo organismo.

O paciente só será considerado estéril após um período, (geralmente 60 dias), após um exame para contagem de espermatozoides, conhecido como espermograma.

Este período é necessário pois alguns espermatozoides podem ainda continuar vivos no canal deferente por um tempo.

Tudo continua funcionando normalmente sem nenhum prejuízo para o desempenho sexual ou a saúde do homem.

No entanto ainda é comum os homens associarem a vasectomia como causa de impotência.

Os médicos afirmam que não existe nenhuma relação entre a esterilidade e a virilidade. Os especialistas afirmam que não existe nenhuma relação entre a fertilidade e a impotência.

Alguns médicos compartilham a tese de que o homem associa o fato de não ser mais capaz de fecundar o ovulo, ter um filho, que ele se torne menos viril.

Normalmente o que acontece é que o homem é possuído por um sentimento de medo da redução da sua masculinidade porque vai se tornar estéril após a vasectomia.

A vasectomia não causa impotência, não existe o risco de que isto aconteça (salvo um erro médico). Esta informação vem baseada em dados e pesquisas médicas.

Algumas pesquisas inclusive apontam que muitos homens melhoraram sua performance após a vasectomia, pois passaram a manter suas relações sexuais sem preocupação de engravidar a parceira.

Se você está pensando em realizar uma vasectomia e tem dúvidas sobre o procedimento (qualquer questão), procure um médico especializado, tire suas dúvidas e tenha certeza de que a vasectomia não tem relação com a impotência. Tire este mito da sua cabeça.

Se você já ouviu alguma história ou conhece alguém que teve episódio de impotência após a vasectomia, deve estar mais relacionado a parte emocional e psicológica do que física.

Causas e sintomas das varizes durante a gravidez

Está grávida e percebeu a presença de varizes? Saiba que, infelizmente, esse problema é muito comum durante as gestações. Confira as causas e sintomas.

Como se não bastassem todos os transtornos físicos e as muitas preocupações próprias da gravidez, infelizmente, as mulheres ainda têm que se preparar para o aumento de peso e suas consequências, uma delas o surgimento de varizes.

É comum as futuras mamães se preocuparem com o surgimento dessas veias sobressaltadas, geralmente, nos últimos três meses da gravidez.

Assim, além de todas as mazelas próprias dessa fase, ainda precisam lidar com desconforto, dores, inchaços, sensação de pernas pesadas devido ao surgimento das varizes,uma boa dica é usar algum produto para aliviar esses sintomas, e o varigold funciona perfeitamente para resolver esse problema das varizes.

Pois é, mas não é só o excesso de peso que pode causar varizes, por isso, resolvemos explicar nesse artigo o que são as varizes e por que elas surgem na gestação. Confira!

O que são varizes?

Primeiramente, é preciso entender que varizes são veias dilatadas, deformadas que podem surgir em qualquer parte do corpo, embora sejam mais comuns aparecerem nas pernas e nos pés, pela dificuldade do retorno venoso.

As função das veias das pernas é fazer com que o sangue retorne ao coração, e depois para os pulmões, após irrigarem os membros inferiores, só que para isso, precisam contar com válvulas em pleno funcionamento, para poderem impulsionar o sangue para cima, impedindo que retorne aos pés com a força da gravidade.

E o problema é quando essas válvulas não funcionam corretamente, provocando sua dilatação e deformação.

Quais os sintomas de varizes?

As varizes podem ser visíveis, adotando um aspecto azulado ou roxo, principalmente quando aparecem nos pés.

Mas elas podem não ser aparentes,  quando acometem as veias mais profundas, só podendo ser descobertas através de um exame de ultrassonografia.

As varizes podem ser indolores, ou causarem dor local, entre muitos outros sintomas, dentre eles:

  • Sensação pernas pesadas e cansadas;
  • Alteração de sensibilidade na perna;
  • Coceira na pele em cima da veia varicosa;
  • Sensação de ardor;
  • Inchaço dos pés e tornozelos.

Por que as varizes aparecem na gravidez?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, 45% das brasileiras sofrem com varizes, e durante a gestação elas são ainda mais comuns.

Vale saber que isso acontece, em parte, porque durante a gravidez, o corpo da mulher acaba produzindo mais sangue, justamente, para sustentar dois organismos, o dela e o do bebê.

O que acontece é que esse peso extra acaba pressionando os vasos sanguíneos – principalmente os da perna, que já precisavam trabalhar contra a gravidade para levar todo o sangue extra de volta para o coração, e agora com a pressão que o útero coloca sobre os vasos pélvicos, e mais o aumento nos níveis de progesterona, o resultado não poderia ser diferente.

Enfim, no final das contas, o excesso de peso acaba sendo um grande agravante, e isso somado aos fatores hormonais…

Resumindo, a gravidez envolve uma série de mudanças, inclusive, o ganho de peso, que podem ser considerados gatilhos para o surgimento de varizes.

Então, podemos dizer que as principais causas das varizes durante a gravidez são:

  • mudanças hormonais;
  • aumento do peso corporal, sobrecarregando as pernas;
  • aumento do volume de sangue, exigindo mais do sistema circulatório;
  • pressão do úterosobre as veias que drenam o sangue das pernas, aumentando a pressão.