Saiba a diferença entre inflamação e câncer de próstata

Embora os homens não lhe prestem a devida atenção, a glândula prostática costuma apresentar muitas alterações com o avanço da idade, mesmo que nem todas representem algum problema mais sério, como um tumor maligno, por exemplo.

O fato é que o câncer de próstata é uma das doenças que mais matam os homens, por isso, é fundamental saber quando é apenas uma inflamação ou quando é câncer de próstata.

A próstata é uma glândula, com cerca de 3 cm, localizada na parte baixa do abdômen, logo à frente do reto, cuja função no corpo masculino é produzir 70% do sêmen, o líquido que contém os espermatozoides.

Doenças mais comuns na próstata

Geralmente, os problemas na próstata vão surgindo à medida que o homem envelhece, por isso, 75% dos casos de câncer acontecem em pacientes com mais de 65 anos.

Mas, algumas doenças na próstata podem afetar homens mais jovens, como a prostatite, que é uma inflamação da próstata, e a hiperplasia prostática benigna, um crescimento que não tem nada a ver com câncer.

Ler Também: Prostatricum Ingredienti

Porém, pela localização da próstata, todas essas doenças costumam apresentar sintomas relacionados à bexiga e à micção.

Confira algumas doenças:

1. Prostatite

A prostatite é a inflamação da próstata que, geralmente, afeta homens adultos, porém, pode atingir até pré-adolescentes. A prostatite se caracteriza pelo crescimento da glândula, causando sintomas como dor e dificuldade para urinar.

Para diagnosticar a doença são realizados exames com toque retal, dosagem sanguínea de PSA (antígeno específico da próstata) e o exame de urina.

A prostatite, no entanto, pode ser ser de diferentes tipos, classificada de acordo com sua origem e manifestações clínicas:  Prostatite bacteriana, Prostatite bacteriana aguda, Prostatite bacteriana crônica, Prostatite não bacteriana e síndrome da dor pélvica crônica.

Prostatite e câncer

Ao contrário do que muitos homens imaginam, a prostatite é uma condição benigna e não tem nada a ver com câncer, portanto, não tem o menor risco de desenvolver a doença.

Mas, caso a prostatite não seja tratada corretamente, como por exemplo, prostatite bacteriana aguda, ela pode causar um abscesso, sendo necessário o paciente se submeter a uma drenagem cirúrgica, sem falar no risco de resultar em um quadro de infecção generalizada (septicemia).

2. Hiperplasia prostática benigna

Também sem relação com o câncer, a hiperplasia prostática benigna (HPB) é o crescimento da próstata, e costuma afetar cerca de metade dos homens entre 50 e 60 anos, e 90% de homens acima dos 85.

Embora não se saiba ainda, exatamente, suas causas, a HPB é uma condição fortemente associada ao processo de envelhecimento.

Porém, o aumento de tamanho da glândula não costuma ser nada muito sério e, nem mesmo, aumenta o risco do paciente desenvolver câncer de próstata. Mas, pelo fato da próstata se localizar ao redor da uretra, seu crescimento provoca sintomas que acabam afetando a qualidade de vida do paciente, dentre eles:

  • Dificuldade para urinar;
  • Micção frequente;
  • Demorar para iniciar e concluir a micção;
  • Jato de urina fraco ou interrompido;
  • Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.

O diagnóstico da HPB é feito através dos sintomas relatados e pelos exames de toque retal, dosagem de PSA, ultrassonografia e biópsia da próstata, necessários para diferenciar o HPB do câncer.

Já, o tratamento depende dos sintomas, geralmente, incluindo medicamentos e, em alguns casos, procedimentos ambulatoriais e cirúrgicos para remover o excesso de tecido.

3. Câncer de próstata

O câncer de próstata é o que mais acomete os homens, só perdendo para o câncer de pele. Vale saber que o câncer de próstata cresce tão lentamente que pode levar até 15 anos para atingir 1 cm³.

O problema é que o câncer de próstata não apresenta sintomas em fase inicial, por isso, é tão importante que os homens façam exames anualmente, pois se descoberto no início tem chances de cura completa.

O diagnóstico do câncer de próstata é feito através de exame de toque retal e a dosagem de PSA, seguindo para a biópsia e a ultrassonografia para, só então, confirmar ou desconsiderar a presença do câncer.

Por ser uma doença silenciosa, muitas vezes, ela só é identificada quando o tumor já se espalhou para outros tecidos, em um estágio bem mais avançado e de difícil tratamento.

Por isso, a necessidade de diagnosticar o problema ainda em sua fase inicial, o que só é possível se consultando regularmente com um urologista, após os 50 anos e, em casos de doença na família, a partir dos 45 anos.

Formas para perder peso rapidamente e saudável

Quer emagrecer, mas não aguenta mais se jogar em dietas sem conseguir resultado algum? Não sabe mais o que fazer? Então, esse artigo é para você.

Sabe aquela celebridade que há pouco tempo estava cheinha é hoje apareceu magérrima nas capas de revistas? Sabe aquela famosa que deu a volta por cima e está exibindo o maior corpão?

Então, não se engane, milagres para emagrecer não existem… se elas conseguiram isso, com certeza, se não foi através de cirurgia, foi seguindo os passos abaixo.

E você, quer emagrecer? Quer mesmo? Então, confira os 4 passos fundamentais para chegar lá, emagrecendo de forma saudável!

Estabeleça uma meta

Para emagrecer é fundamental determinar uma meta, que seja realista e clara, para que possa sair da sua zona de conforto, porém, sem causar frustração.

Se não determinar uma meta, acredite, você ficará à deriva dos obstáculos, que são muitos, e do acaso, muitas vezes sabotador.

A sua meta é emagrecer? Então pense em quanto quer emagrecer e no tempo que isso levará.

Uma ótima maneira de emagrecer de forma rápida e natural, é fazendo o uso do detox shake que é um emagrecedor 100% natural, juntamente com uma boa alimentação e exercícios físicos, além das dicas que irei te passar abaixo:

Tenha pensamentos estratégicos

Para emagrecer, também é preciso definir um pensamento estratégico e motivador, para que o objetivo seja atingido. Pense em frases positivas para eliminar gatilhos mentais negativos que possam colocar tudo a perder, ou mesmo, frases que justifiquem você sabotar a dieta, do tipo: eu não consigo emagrecer, faço dieta e não consigo eliminar peso… como posso fazer dieta se minha família come de tudo?

Enfim, se tiver foco e pensamento estratégico, nada lhe tirará de sua meta: “Eu vou me priorizar”, “Eu vou vestir roupas de quando era magrinha” ou “Eu vou emagrecer” “Ninguém vai me desviar de meu objetivo”.

Defina o motivo de querer emagrecer

Também é preciso estabelecer um motivo pessoal para querer emagrecer, se perguntando, por exemplo,: “por que quero emagrecer?” A resposta pode ser desde retomar a autoestima, bem-estar, ou uma realização pessoal …

Planejamento e ação

Não basta apenas querer ou ter vontade, para emagrecer, principalmente, muitos quilos, é preciso ter foco, MUITA força de vontade, DISCIPLINA e um plano.

Pois é, você precisa planejar seu emagrecimento, desenhando sua rotina, e vale fazer um diário. Se não tiver tudo que precisa planejado, como dará início a todo o processo, já que terá que mudar seus hábitos, alimentação e seu PENSAMENTO?

Vale fazer um diário, uma tabela alimentar, uma agenda comportamental, enfim, detalhar em um papel ou no computador tudo que precisa para por seu plano em ação, acredite, do contrário será apenas uma vontade. É preciso viabilizar, tornar real todo o processo de emagrecimento.

Faça um planejamento de toda a sua rotina, desde que acorda até a hora de dormir, e veja o que precisa mudar em seu dia a dia.

Se usa o elevador, passe a usar as escadas, se movimente, pratique exercícios, emagreça a geladeira, isso tudo é fundamental para o emagrecimento.

Em vez de sair para comer, vá ao cinema, faça caminhadas, passeie…

Enfim,  trabalhe seu pensamento, comportamento, e coloque em prática todos os conceitos ensinados nessas dicas para atingir sua meta, que é emagrecer. Acredite, o resultado irá depender SEMPRE de seus atos.

Como ganhar na Lotofácil

Quem é que nunca sonhou em ganhar na loteria e garantir uma bolada pra ter uma vida mais tranquila, não é mesmo? A Lotofácil, por exemplo, é uma das loterias mais conhecidas do país e oferece ótimos prêmios.

No entanto, para quem pensa que conquista o primeiro prêmio é preciso apenas de sorte, se engana muito. Isso porque ela tem suas probabilidades e alguns segredos que podem ajudar você.

Então, se você quer saber como jogar na Loto facil, leia as dicas que virão a seguir.

Conhecendo a Lotofácil

A Lotofácil é uma loteria federal bastante jogada no país. Para ganhar o prêmio máximo, você precisa acertar os 15 números sorteados. No entanto, você já pode ganhar alguma coisa desde os 11 acertos.

Para jogar, você pode escolher de 15 a 18 números, em um total de 25 da cartela.

Os sorteios acontecem de segunda-feira à sábado, sempre as 20 horas pela Caixa Econômica Federal.

Dicas de como ganhar na Lotofácil

Não existe nenhuma fórmula mágica para ganhar na Lotofácil, mas o que existem são dicas ótimas que você pode seguir para ter os melhores resultados com seus jogos, veja só:

  • Não repita combinações já sorteadas

Se você jogar exatamente a mesma combinação de 15 números de sorteios passados, as suas chances de ganhar diminuem muito. Então, a dica é conferir se as dezenas que você escolhei já foram sorteadas em algum momento.

Existem sites e até mesmo aplicativos que podem ajudar você a fazer essa checagem.

  • Divida a escolha entre pares e ímpares

Normalmente nos sorteios da Lotofácil, metade dos números são pares e metade são ímpares e a maioria das pessoas que fazem apostas não consideram esse equilíbrio.

Então, a dica é sempre tentar equilibrar e escolher a mesma quantidade de cada um.

  • Dobre sua premiação

Existe uma ótima estratégia para poder dobrar a sua premiação se acertar 14 dezenas, mas que muita gente ainda não conhece. Ela consiste em fazer uma aposta de 16 dezenas.

Na prática, você não irá apostar de verdade em 16 dezenas, mas é isso que os desdobramentos permitem.

Assim, essas apostas desdobradas possibilitam aumentar consideravelmente a sua chance de ganhar.

Para ficar mais claro,

Se você conseguir acertar 14 pontos, significa que ao menos 2 dos seus 6 jogos também acertaram 14, por isso o prêmio dobra. Você terá gastado o mesmo valor que um jogo de 16 dezenas.

Pronto, agora você já sabe como ganhar na Lotofácil ou aumentar suas chances de resultados!

Queda de Cabelo Masculino: Dicas e Tratamentos

A queda de cabelo é uma condição que ocorre mais frequentemente em homens e pode estar associada tanto a fatores genéticos quanto a fatores físicos de saúde mesmo.

Dentre eles, podemos citar a anemia, disfunção da tireoide, problemas psicológicos, estresse, uso de medicamentos, abuso de substâncias e outros.

O melhor de tudo é que a maioria dos casos citados aqui são passíveis de tratamento, ou seja, é possível se livrar da queda. O mais indicado, no entanto, é sempre contar com o acompanhamento de um profissional responsável.

Causas da queda de cabelo masculino

Primeiramente, é essencial estar atento ao volume de cabelos que cai diariamente. Isso porque uma queda de 100 a 150 fios é considerada normal e faz parte do processo de renovação capilar.

No entanto, se você notou uma queda mais acentuada, você pode usar o produto natural para queda de cabelos gummy hair e ver as dicas abaixo:

  • Calvície genética

8 em cada 10 homens no país herdam o gene da calvície em algum grau, conhecida também como alopecia androgênica. Dessa forma, se o pai ou a mãe foram calvos, o filho terá 50% de chance de apresentar essa condição.

Realizar exames específicos e contar com o acompanhamento de um especialista pode ser essencial nesse processo para evitar ou tratar a queda.

  • Estresse

O estresse é uma condição que pode trazer uma série de consequências para o corpo, incluindo a queda de cabelo.

Isso porque ela faz com que o corpo libere substâncias que desencadeiam a constante sensação de alerta emocional. Quando o corpo fica muito tempo nesse estado, ocorre um desequilíbrio fisiológico.

  • Má alimentação

Para que possa crescer forte e saudável, o cabelo precisa receber todos os nutrientes necessários. Por isso é essencial manter uma alimentação que seja rica em vitaminas, minerais e proteínas, que são importantes para a estrutura do fio.

Levar uma vida saudável, com prática regular de atividade física e bom descanso são as chaves para cabelos mais bonitos e sem queda.

  • Procedimentos químicos mal realizados

Alguns procedimentos químicos podem afetar a estrutura do fio, danificar os fios e até causar alergias no couro cabeludo.

Já outros procedimentos não químicos podem tracionar a raiz dos cabelos, enfraquecendo o bulbo capilar.

O mais importante é sempre procurar por profissionais de confiança e que usem produtos seguros, testados e de qualidade. Com isso, o risco de prejuízos será muito menor.

Pronto, agora você já está sabendo muito mais sobre a queda de cabelo masculina.

Tratamentos Para a TPM

Por mais que TPM (Tensão pré-menstrual) seja comum, o fato é que ela pode, em alguns casos, ser bem desagradável, apresentar sintomas que acabam afetando a rotina e até relacionamentos e, claro, ninguém quer isso, não é mesmo?

Infelizmente, não existe um único remédio ou tratamento para TPM, mas alguns tratamentos tópicos, de acordo com determinados sintomas e tipos de TPM (sim, existem diferentes tipos).

Pensando nisso, resolvemos mostrar aqui quais os tratamentos indicados para cada tipo de TPM, confira. Lembrando que se você deseja tratar a tpm de forma rápida e natural, basta você usar algum produto que seja eficaz, e o Laisvè é um suplemento em cápsulas 100% natural que ajuda nesse processo.

Tratamentos: TPM tipo A

Então, TPM tipo A é caracterizada pelo grande estresse e ansiedade, e a melhor maneira de amenizar esses sintomas é mantendo uma dieta equilibrada e praticando exercícios físicos, que ajudam a liberar endorfina (hormônio do prazer).

Em casos mais graves, alguns medicamentos podem ajudar, como os ansiolíticos, que podem ajudar a amenizar os sintomas.

Porém, só um médico poderá indicar o melhor tratamento.

Tratamentos: TPM tipo C

Para amenizar esse tipo de TPM, relacionado à compulsão alimentar,  é fundamental investir em escolhas alimentares mais saudáveis e tentar praticar atividades físicas, para ajudar a amenizar a dor de cabeça.

Invista em alimentos ricos em ômega 3, presente nos peixes e frutos do mar, pode ajudar a controlar essa compulsão. Também, em casos específicos, pode ser recomendado o uso de ansiolíticos e alguns medicamentos para compulsão.

Alguns medicamentos podem ajudar a prevenir enxaqueca e dor de cabeça,  como o topiramato, porém, só um médico poderá receitá-lo. Em alguns casos, é recomendado o uso de anticoncepcional de baixa dose, ou analgésicos comuns, para aliviar a dor.

Tratamentos: TPM tipo D

Esse tipo de TPM tem como principal característica a depressão, e em casos  mais graves, pode ser receitado o uso de antidepressivos. Mas, vale saber que,  geralmente, esse sintoma pode ser controlado apenas com uma dieta equilibrada e a prática de atividade física. Evitar álcool e tabaco também ajuda.

Tratamentos: TPM tipo H

Como a retenção líquida é uma das principais características desse tipo de TPM,  o uso de diuréticos, em alguns casos, pode ajudar. Porém, o melhor é procurar  reduzir o consumo de alimentos como sal e cafeína, para ajudar a reduzir o inchaço.

Tratamentos: TPM tipo O

As dores e sintomas muitos fortes durante a menstruação característicos desse tipo de TPM, podem ser amenizados com o uso de anti-inflamatórios, naqueles dias que precedem o fluxo menstrual, assim como, nos primeiros dias.

Reduzir o consumo de sódio também é aconselhável para quem percebe o aumento na frequência de urina.

É possível bloquear a ação hormonal masculina sobre a pele, que causa a acne, com o uso de anticoncepcional com ação antiandrogênica, ou tratamento local.

Vale investir, também em exercícios, redução de sal, cafeína, álcool, açúcar e cigarro para tratar possíveis náuseas e infecções do trato respiratório.

Anticoncepcionais para TPM

Pílula anticoncepcional, no caso de sintomas leves,  pode ajudar a eliminar a TPM, e isso por manter os níveis de estrógeno sempre elevados, evitando, assim, a queda brusca que ocorre antes da menstruação, e que é a maior responsável pelos sintomas.

Mas, muita atenção, já que anticoncepcionais com altas taxas de hormônio podem ter efeito oposto, agravando a TPM.

Por isso, é fundamental conversar com sua ginecologista, que irá avaliar seu caso e saberá indicar o melhor anticoncepcional, ou se esse é o melhor tratamento para você.

Tratamento para TDPM

Acredite, existem TPMs muito severas, chamadas, nesse caso, TDPM, tensão disfórica pré-menstrual, e nesses casos, pode ser indicado uma injeção de acetato de medroxiprogesterona.

Porém, atenção, foram relatados casos em que esse medicamento aumentor alguns sintomas experimentados na TPM, como o aumento do apetite, ganho de peso, dor de cabeça e humor deprimido. Por isso, é sempre fundamental procurar um profissional, qualificado, e conversar para, juntos, decidirem a melhor forma de tratar sua TPM.

Como tratar próstata aumentada

Querendo informações sobre tratamentos para a próstata aumentada? Então, veio ao lugar certo. Confira nesse artigo.

Felizmente, hoje em dia as coisas mudaram um pouco e já existem muitos tipos de tratamentos para combater o aumento da próstata.

Embora ainda se tenha um longo caminho a percorrer no que diz respeito à conscientização masculina, o quadro melhorou um pouco, em parte, devido às muitas campanhas, como o novembro azul, por exemplo.

Embora alguns tratamentos sejam mais invasivos, como no caso das cirurgias transuretrais, onde se injeta um canal metálico pela uretra, para alcançar a próstata e fazer um processo de raspagem do excesso, mesmo assim, são considerados de baixo risco.

Outra cirurgia para tratar o aumento da próstata é a laser, que dura cerca de 40 minutos e é indolor, pois o calor do laser desintegra o excesso da próstata. O problema, nesse caso, é o custo, que pode chegar a R$ 25.000,00.

Medicamentos e seus efeitos colaterais

Infelizmente, embora existam muitas opções de medicamentos para tratar a próstata aumentada, a maioria deles, no entanto, costuma apresentar efeitos colaterais, sem falar que, em alguns casos, o medicamento sozinho não traz resultado, sendo necessário, também, passar por uma cirurgia.

Dentre os muitos medicamentos disponíveis no mercado, podemos destacar os bloqueadores alfa-adrenérgicos e os inibidores 5-alfa, feitos a base de finasterida e dutasterida, que diminuem os níveis de hormônios produzidos pela próstata.

Pois é essa tentativa ajustar os hormônios através de medicamentos que pode acabar causando efeitos colaterais como queda da libido, disfunção erétil, dor de cabeça, prisão de ventre.

Opção de tratamento natural

Cada vez mais as pessoas, e os próprios profissionais, estão optando por prescrever um tratamento natural para seus pacientes, certamente, quando o diagnóstico permite.

Muitos medicamentos, 100% naturais como o Renovaprost, possuem em sua composição poderosos elementos naturais contra o aumento da próstata, geralmente, unindo o conhecimento da medicina preventiva fitoterápica com a tecnologia farmacêutica.

Semente de abóbora para combater a próstata aumentada

Atualmente, vem crescendo o interesse da medicina pelas propriedades da semente de abóbora, por isso, vem surgindo a cada dia novas opções de medicamentos, naturais, cujo elemento principal de sua fórmula é essa semente.

Para quem não sabe, a semente de abóbora é um alimento super poderoso para a saúde da próstata, e isso por conter duas substâncias que ajudam a combater o aumento da glândula, diretamente, na raiz do problema. São elas:

  • Fitosteróis:   compostos bioativos encontrados em alimentos de origem vegetal, que impede que o hormônio testosterona se transforme em di-hidrosterona, que é o causador do aumento da próstata, além de, também, prevenir inflamações nessa glândula;
  • Zinco: é um mineral aliado do sistema imunológico, que pode evitar diversas infecções e fundamental para o bom funcionamento da próstata, além de ajudar a tonificar os músculos da bexiga, deixando-a mais forte e com capacidade suficiente para expulsar a urina.

Vale lembrar que é fundamental prevenir a saúde da próstata e a melhor forma de fazer isso é visitando o médico regularmente, principalmente, após os 50 anos de idade, ou no caso de haver câncer de próstata na família, a partir dos 40 anos.

Impotência após a vasectomia

A vasectomia é um procedimento contraceptivo realizado nos homens muito seguro e eficaz. Muitos homens ainda resistem a se submeter a este método por medo.

Um dos medos que assombra os homens é que após a cirurgia eles se tornem temporariamente (ou definitivamente) impotentes.

O procedimento nada mais é do que a interrupção da circulação dos espermatozoides que são produzidos nos testículos e percorrem a vesícula seminal até a uretra onde ocorre a ejaculação.

Os nervos e vasos sanguíneos que são encarregados da ereção não estão incluídos na área onde será realizada a vasectomia.

Portanto não tem como interferir na ereção e na capacidade de manter uma relação normal. Se você está com problemas neste sentido vale a pena usar V8 BigSize 10 minutos antes da relação e deve ser suficiente para resolver tudo.

O homem continua ejaculando, a única diferença é que o sêmen não contém mais os espermatozoides. Os espermatozoides morrem e são absorvidos pelo organismo.

O paciente só será considerado estéril após um período, (geralmente 60 dias), após um exame para contagem de espermatozoides, conhecido como espermograma.

Este período é necessário pois alguns espermatozoides podem ainda continuar vivos no canal deferente por um tempo.

Tudo continua funcionando normalmente sem nenhum prejuízo para o desempenho sexual ou a saúde do homem.

No entanto ainda é comum os homens associarem a vasectomia como causa de impotência.

Os médicos afirmam que não existe nenhuma relação entre a esterilidade e a virilidade. Os especialistas afirmam que não existe nenhuma relação entre a fertilidade e a impotência.

Alguns médicos compartilham a tese de que o homem associa o fato de não ser mais capaz de fecundar o ovulo, ter um filho, que ele se torne menos viril.

Normalmente o que acontece é que o homem é possuído por um sentimento de medo da redução da sua masculinidade porque vai se tornar estéril após a vasectomia.

A vasectomia não causa impotência, não existe o risco de que isto aconteça (salvo um erro médico). Esta informação vem baseada em dados e pesquisas médicas.

Algumas pesquisas inclusive apontam que muitos homens melhoraram sua performance após a vasectomia, pois passaram a manter suas relações sexuais sem preocupação de engravidar a parceira.

Se você está pensando em realizar uma vasectomia e tem dúvidas sobre o procedimento (qualquer questão), procure um médico especializado, tire suas dúvidas e tenha certeza de que a vasectomia não tem relação com a impotência. Tire este mito da sua cabeça.

Se você já ouviu alguma história ou conhece alguém que teve episódio de impotência após a vasectomia, deve estar mais relacionado a parte emocional e psicológica do que física.

Causas e sintomas das varizes durante a gravidez

Está grávida e percebeu a presença de varizes? Saiba que, infelizmente, esse problema é muito comum durante as gestações. Confira as causas e sintomas.

Como se não bastassem todos os transtornos físicos e as muitas preocupações próprias da gravidez, infelizmente, as mulheres ainda têm que se preparar para o aumento de peso e suas consequências, uma delas o surgimento de varizes.

É comum as futuras mamães se preocuparem com o surgimento dessas veias sobressaltadas, geralmente, nos últimos três meses da gravidez.

Assim, além de todas as mazelas próprias dessa fase, ainda precisam lidar com desconforto, dores, inchaços, sensação de pernas pesadas devido ao surgimento das varizes,uma boa dica é usar algum produto para aliviar esses sintomas, e o varigold funciona perfeitamente para resolver esse problema das varizes.

Pois é, mas não é só o excesso de peso que pode causar varizes, por isso, resolvemos explicar nesse artigo o que são as varizes e por que elas surgem na gestação. Confira!

O que são varizes?

Primeiramente, é preciso entender que varizes são veias dilatadas, deformadas que podem surgir em qualquer parte do corpo, embora sejam mais comuns aparecerem nas pernas e nos pés, pela dificuldade do retorno venoso.

As função das veias das pernas é fazer com que o sangue retorne ao coração, e depois para os pulmões, após irrigarem os membros inferiores, só que para isso, precisam contar com válvulas em pleno funcionamento, para poderem impulsionar o sangue para cima, impedindo que retorne aos pés com a força da gravidade.

E o problema é quando essas válvulas não funcionam corretamente, provocando sua dilatação e deformação.

Quais os sintomas de varizes?

As varizes podem ser visíveis, adotando um aspecto azulado ou roxo, principalmente quando aparecem nos pés.

Mas elas podem não ser aparentes,  quando acometem as veias mais profundas, só podendo ser descobertas através de um exame de ultrassonografia.

As varizes podem ser indolores, ou causarem dor local, entre muitos outros sintomas, dentre eles:

  • Sensação pernas pesadas e cansadas;
  • Alteração de sensibilidade na perna;
  • Coceira na pele em cima da veia varicosa;
  • Sensação de ardor;
  • Inchaço dos pés e tornozelos.

Por que as varizes aparecem na gravidez?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, 45% das brasileiras sofrem com varizes, e durante a gestação elas são ainda mais comuns.

Vale saber que isso acontece, em parte, porque durante a gravidez, o corpo da mulher acaba produzindo mais sangue, justamente, para sustentar dois organismos, o dela e o do bebê.

O que acontece é que esse peso extra acaba pressionando os vasos sanguíneos – principalmente os da perna, que já precisavam trabalhar contra a gravidade para levar todo o sangue extra de volta para o coração, e agora com a pressão que o útero coloca sobre os vasos pélvicos, e mais o aumento nos níveis de progesterona, o resultado não poderia ser diferente.

Enfim, no final das contas, o excesso de peso acaba sendo um grande agravante, e isso somado aos fatores hormonais…

Resumindo, a gravidez envolve uma série de mudanças, inclusive, o ganho de peso, que podem ser considerados gatilhos para o surgimento de varizes.

Então, podemos dizer que as principais causas das varizes durante a gravidez são:

  • mudanças hormonais;
  • aumento do peso corporal, sobrecarregando as pernas;
  • aumento do volume de sangue, exigindo mais do sistema circulatório;
  • pressão do úterosobre as veias que drenam o sangue das pernas, aumentando a pressão.

Cupons de desconto e ofertas

Neste artigo você vai saber a diferença entre cupom de desconto, link de desconto e oferta.

Se você é do tipo que gosta de comprar pagando menos, certamente já se deparou com uma série de cupons de desconto de diferentes tipos, não mesmo?!

Sem dúvidas, isso pode causar uma certa confusão, afinal, podemos encontrar cupons de desconto, links de desconto e também ofertas e nem sempre é fácil diferenciar eles.

Então se você quer entender melhor como funciona cada uma dessas opções de desconto para pagar menos, continue lendo e descubra.

Cupom de desconto

Para quem não conhece, o cupom de desconto funciona por meio de um código promocional oferecido ao consumidor. Esse código deve ser posteriormente aplicado diretamente no seu carrinho de compras, já no site escolhido, para ter o desconto oferecido no valor de suas compras.

O cupom de desconto pode ser chamado de voucher, código de desconto, código promocional, entre outros.

Então, você deve encontrar os sites que reúnem cupons, como esse aqui, escolher aquele que melhor se adapta às suas necessidades e então copiar o código secreto que será revelado.

Esse código deve ser aplicado diretamente no seu carrinho de compras na loja escolhida e pronto, você já verá o valor final da sua compra menor.

Link de desconto

Existe ainda a possibilidade de comprar pagando menos com um link de desconto.

Nesse caso, não existe um código de desconto, visto que o desconto é oferecido diretamente através do acesso ao site por um link de desconto.

Nesse caso, os produtos do site já vão aparecer com os valores reduzidos.

Nesse caso, o desconto pode ocorrer de duas maneiras. Na primeira o desconto já fica diretamente no valor do produto nas listas. Na segunda forma, os produtos aparecem com o valor normal e o desconto aparecerá diretamente no carrinho de compras.

O mais importante é ficar atento para conferir se o desconto foi mesmo aplicado nos produtos que você escolheu.

Ofertas

As ofertas são aquelas velhas e boas conhecidas de todos, ou seja, promoções que os sites oferecem para todos os seus clientes, sem que seja necessário aplicar um código de desconto ou um link específico.

Existem também muitos sites que listam as marcas que estão com ofertas exclusivas ou por tempo limitado.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a diferença entre cupom de desconto, link de desconto e ofertas. Então não perca mais tempo, escolha a melhor opção e compre agora mesmo pagando menos!